fbpx

ES6: O que é, Como funciona, Vantagens e Como Aprender

ES6

No mundo da programação, a JavaScript trata-se de uma linguagem de programação interpretada estruturada muito conhecida. No entanto, você sabe qual é a relação do ES6 com ele?

O ES6 é um elemento importante para quem trabalha com programação, uma vez que se trata de um verdadeiro divisor de águas na evolução das linguagens.

Se você tem dúvidas sobre esse assunto, pode já ficar tranquilo: nesse artigo vamos explicar o que é ES6, como funciona, quais são as vantagens e como aprender mais sobre. Boa leitura!

O Maker Bootstrap é uma plataforma de desenvolvimento de softwares que acelera o desenvolvimento de aplicações web e mobile.

O que é ES6?

Em primeiro lugar, portanto, vamos entender o que ES6 significa. Para isso, no entanto, é preciso entender o que é  ES. Ele nada mais é do que termo encurtado para ECMAScript. 

O ECMAScript é uma linguagem de script que forma a base do JavaScript. Vale ressaltar que o ECMAScript é padronizado pela ECMA International Standards Organization nas especificações ECMA-262 e ECMA-402

O ES6, por sua vez, que também pode ser chamado ECMAScript 6 ou ES2015, diz respeito a uma dessas versões.

Quando foi lançado o ES6?

O lançamento do ES6, feito pelo comitê responsável, que é chamado de TC39, trata-se de um release anual. O ECMAScript 6, por sua vez, é a sexta versão da padronização JS criada em 1997, finalizada no ano de 2015.

Relação do ECMAscript com Javascript 

ECMAscript com Javascript 

A história de como surgiu o ES está bastante ligada ao surgimento do próprio JavaScript. Nos anos 90, o programador Brendan Eich identificou que fazia falta uma tecnologia capaz de trazer mais dinamismo à internet.

Sendo assim, ele foi responsável por criar uma linguagem de programação baseada em scripts que era capaz de trazer mais vida ao limitado HTML.

A tecnologia criada por Brendan era bastante promissora.  Logo, a Netscape acreditou que podia capitalizar em cima dela e, com isso, acionou sua parceira Sun Microsystems para divulgá-la.

Na época, como a Sun estava obtendo grande reconhecimento por conta da linguagem Java, a linguagem de Brendan passou a chamar-se JavaScript.

No entanto, qual a relação de tudo isso com o ES? Toda linguagem de programação precisa ser padronizada para que possa ser usada da forma correta.

No caso do Java, a Netscape o enviou para a ECMA Internacional, que padronizou a linguagem e deu, a esta padronização, o nome de ECMAScript. Sendo assim, o ECMAScript surgiu do JavaScript, como uma forma de especificação de linguagem.

Como o ES6 funciona?

O TC39 tem como foco do seu funcionamento alguns pilares, como, por exemplo, ser uma linguagem melhor para construir aplicações complexas, resolver problemas antigos do JavaScript e facilitar o desenvolvimento de bibliotecas. 

E devido a relação intrínseca com o Java, o ES6 funciona exatamente como ele, oferecendo os mesmos comandos, recursos, atributos e resultados, a fim de trazer mais dinamismo às páginas da internet.

De forma geral, trata de uma linguagem de programação voltada ao front-end. Por isso, grande parte de seus recursos são voltados à construção de interfaces. Algumas das features diferenciais que o ES6 apresenta são, por exemplo:

  • Funções arrow;
  • Funções map, filter e reduce;
  • Funções some e every;
  • Função find;
  • Comandos const e let.

Quais as vantagens e desvantagens do ES6?

De forma geral, o objetivo do ES6 é tornar a linguagem mais simples. No entanto, ele apresenta vantagens e desvantagens. Vamos falar um pouco sobre elas neste tópico. 

Vantagens do ES6

Em primeiro lugar, as vantagens do ES6 dizem respeito a dois elementos principais. São eles o código leve e a rapidez de leitura e execução.

Código leve

Em primeiro lugar, seu código leve é um grande diferencial, trazendo mais flexibilidade ao desenvolvimento. Sendo assim, com ele, é possível programar com JS em back-end.

Rapidez de leitura e execução

Além do código leve, o ES6 também garante maior rapidez de leitura e execução. Isso acontece pelo fato de ser uma linguagem extremamente fácil de ser compreendida pelos desenvolvedores.

Desvantagens do ES6

Agora, vamos falar sobre alguns pontos negativos desse tipo de versão do JavaScript. São elas, portanto: a possibilidade de ações maliciosas ao usuário e, ainda, lacunas na segurança de informação.

Ações maliciosas ao usuário

Em primeiro lugar, a utilização do Node.js está mais propensa ao vazamento de memória. Sendo assim, o ES6 conta com brechas para a execução de algumas ações maliciosas ao usuário.

Segurança da informação

Além disso, não apresenta muitos recursos voltados à segurança da informação, um elemento primordial para o desenvolvimento de aplicativos e para a web.

Como aprender ES6?

Como aprender ES6

É possível aprender a ES6 através de cursos de programação voltados para essa versão, por exemplo. 

Para as pessoas que já conhecem javascript é ainda mais simples, o que costuma ser comum. Afinal, a grande maioria dos cursos utiliza a linguagem Java para ensinar aos novos estudantes a lógica de programação.

Qual a diferença entre ES6 e JavaScript?

Na verdade, não existe uma diferença considerável entre ES6 e JavaScript. Como falamos, o ES6 é apenas uma versão da padronização da linguagem JavaScript.

Sendo assim, tratam-se da mesma linguagem. No entanto, por razões comerciais, acabaram sendo lançadas no mercado de tecnologia com nomes diferentes.

O Maker Mobile é uma ferramenta focada para desenvolvimento Mobile e permite criar aplicativos para Android e IOS de alto desempenho e de forma eficiente. Desenvolva aplicativos de forma rápida e visual com ele!

Conclusão

Como podemos entender nesse artigo, o ES6 é um dos tipos de padronização do Javascript que tem como objetivo tornar a linguagem mais acessível, versátil e enxuta!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.