Algoritmo: O que é e Como ele é usado no Desenvolvimento?

algoritmo

É muito comum que se fale de algoritmos para explicar porque certos conteúdos aparecem para uma pessoa e não para outra dentro de uma rede social. No entanto, esse conceito vai muito além disso.

Os algoritmos são muito importantes para a área de computação como um todo, visto os avanços tecnológicos que eles proporcionam, principalmente para os programadores.

Devido a sua importância, esse texto vai se decidir em explicar tudo sobre esse assunto: desde o seu significado básico e funcionamento, até exemplos práticos que vemos dentro das redes sociais. Boa leitura!

Crie sistemas web e aplicativos mobile de forma simples e visual. Confira!

O que é um algoritmo?

Um algoritmo nada mais é do que um conjunto  de instruções que levam a execução de uma tarefa, que muitas vezes serve como a solução de um determinado problema. 

Ele funciona como um sistema que se ordena por passos executáveis que definem um processo com um fim. Dentro da computação, se trata de uma ferramenta essencial.

Sendo assim, os algoritmos são uma parte fundamental dentro da construção de qualquer programa de computador, seja um software ou uma rede social.

Input e output

O algoritmo também envolve os conceitos de input e output. Isso porque ele parte de uma informação de entrada, chamada de input.

A partir daí, ela passa por diversas etapas que poderão alterar seu estado. No final, se tem uma informação de saída, que será o output.

Como funcionam os algoritmos?

Como funcionam os algoritmos

Esse conjunto de instruções funciona a partir de uma estrutura que leva em conta dois elementos muito importantes: as variáveis e os comandos de repetição.

Variáveis

As variáveis nada mais são do que elementos básicos da programação. Seu papel é armazenar informações. 

No entanto, as variáveis se dividem em diferentes tipos que, por sua vez, precisam ser especificados pelo programador de acordo com o tipo de informação que será armazenada.

Comandos de repetição

Os comandos de repetição, por outro lado, são os operadores lógicos que vão determinar como as entradas, isto é, inputs, serão entendidas e processadas. 

Além disso, eles vão determinar o que será feito caso elas se modifiquem, de forma a gerar um output esperado.

Quais os principais benefícios do algoritmo?

Agora que você já entende o funcionamento básico do algoritmo e sua relação com a programação, está na hora de conhecer os principais benefícios que ele pode oferecer. Entre eles estão a automação, a mediação e a evolução.

A automação

Em primeiro lugar, esse conjunto de instruções são importantes devido à automação que permitem. Como falamos, somente com ele é possível realizar o desenvolvimento de aplicações que irão permitir a automação de processos 

Isso acontece pois eles fornecem lógica e capacidade de aprendizado aos software para que as tarefas fiquem cada vez mais fáceis.

A mediação

Em segundo lugar, está o benefício da mediação. Isto é, o recurso permite uma mediação mais neutra em relação ao que o usuário usa.

No entanto, essa função pode ser bastante criticada na atualidade, devido aos grandes aplicativos como é o caso do Facebook, que decide o que aparece no feed.

Apesar de ser modificado para fins específicos, a mediação permite ainda que se haja um equilíbrio no que está disponível para o usuário.

A evolução

Por último, é também o algoritmo que colabora na evolução tecnológica. Cada vez mais se descobre novos usos a partir dele. 

Essas evoluções são viáveis pois a sequência de operações de um algoritmo sempre evolui de acordo a ampliação de cenários que ele está sujeito. 

Como o algoritmo é usado no desenvolvimento?

O algoritmo, como falamos, é amplamente usado no universo dos programadores. Existem três principais tipos de formas de usá-lo no desenvolvimento. São elas:

Descrição narrativa

Esse é o mais famoso e abundante tipo no nosso cotidiano. Esse formato se configura como um relato que apresenta uma instrução para resolver um determinado problema. 

O papel do desenvolvedor nesse caso será, então, transformar a descrição em um conjunto de comandos que o computador será capaz de ler.

Pseudocódigo

Outro tipo é o pseudocódigo, o tipo mais perto das linguagens de programação. Nesse caso, embora não seja escrito em uma, ele segue a mesma lógica dela, se configurando como uma série de comandos. 

O pseudocódigo serve como uma espécie de rascunho que ilustra a ideia do código em questão. Por fim, também costuma ser usado para ajudar na introdução de iniciantes dentro da lógica de programação, por exemplo.

Fluxograma

algoritmo fluxograma

O último tipo de algoritmo que também é usado no desenvolvimento é o fluxograma. Seu objetivo é facilitar a compreensão de processos, de modo que permita a visualização de todas as etapas dele. 

Sendo assim, o fluxograma se configura como uma espécie de representação gráfica de um algoritmo, de forma a descrever todas as etapas do processo: inputs, decisões e outputs. O fluxograma costuma variar a partir do modelo adotado.

Exemplos de algoritmos usados na internet

Como falamos ao longo do texto, é muito comum associar essa ferramenta com as experiências que temos com aplicativos da internet. Por isso, iremos falar um pouco sobre alguns desses exemplos práticos.

Spotify

Uma das plataformas de streaming musical mais conhecidas é o Spotify. A partir do comportamento do usuário e suas preferências, ele lança opções como “descobertas da semana” para permitir o usuário conhecer novos artistas com base no que ele já escuta.

Elementos como gêneros musicais mais escutados e artistas recentes são os principais meios para aprimorar as sugestões.

YouTube

O Youtube também faz uso do algoritmo para sugerir vídeos que aumentem o tempo médio de permanência da plataforma. No começo, o único critério era a quantidade de visualizações de um vídeo para ele ter relevância.

Atualmente, ele considera o histórico de navegação de cada usuário. É a partir dele que cada pessoa terá um conteúdo de maior qualidade e maior relevância, que vai colaborar para uma melhor experiência também.

Google

Quando se trata desse assunto, o mais famoso, sem dúvidas, é o do Google. Ele se dá por meio do PageRank, que existe desde 1998, com o propósito de apresentar os resultados de pesquisa ao usuário por relevância.

O algoritmo do Google também é conhecido pelas suas constantes mudanças. São mais de 100 variáveis levadas em conta para decidir o ranking de uma página.

Instagram

Por último, temos o algoritmo do Instagram. A ferramenta passou a investir nessa ferramenta principalmente quando fez a mudança do feed de ordem cronológica para ordem de relevância para cada usuário. 

O aplicativo leva em consideração elementos como engajamento, relacionamento e, ainda, temporalidade, para escalar os conteúdos. 

Crie sistemas web e aplicativos mobile de forma simples e visual. Confira!

Conclusão

Nesse artigo você pode entender mais sobre o funcionamento do algoritmo e, principalmente, sua importância dentro da tecnologia. Trata-se de um conceito fundamental para todo e qualquer programador!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.